quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Semear

A tristeza consome o homem como uma doença que impregna a sua alma,
Das palavras sem pensar lançadas ao vento, ferem mais do que uma ponta de um punhal fincada no coração do homem. 
As lágrimas que rolam da face de quem sofre, jamais semeara as terras do seu algoz.
As lembranças de um passado feliz é a semente para se plantar hoje para colher paz no futuro.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Anjos vivem entre nós


Eu sempre quis estar onde estou agora,
Pode ter levado alguns anos, mas o importante que estou aqui com você,
Quando você me olha, vejo refletindo a minha alma em seus olhos,
Você faz eu me sentir afortunado quando estou ao seu lado,

A sua voz soa como musica aos meus ouvidos,
O seu toque é suave como a brisa que acaricia a minha face,
Quando estou longe eu rezo para que o tempo acelere,
Eu conto os segundo para estar ao seu lado,
E quando estou ao seu lado, eu rezo para o tempo congele,

Dia após dia, noite após noite,
Você a minha adorável,
Meu anjo em forma de mulher,
Que me faz levitar entre as nuvens,

Estou aprendendo tudo sobre a minha vida com você,
Você transforma os meus sonhos em realidade,
Eu tenho aprendido mais do que ter ensinado,
Não importa onde eu esteja você estará dentro de mim,

Quando eu olho para os seus olhos,
Eu vejo você olhando para a minha alma,
Mas quando eu te abraço, eu abraço a sua alma,
E juntos nos tornamos uma única luz.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Você é o amor em forma humana

A cada dia eu olho para o céu,
E me sinto voando, entre as nuvens,
Porque esta vida é maravilhosa,
O seu amor me fortalece,
O seu abraço me aquece,

A minha vida está perfeita, porque você faz parte dela,
Como um sonho que não desejo acordar nunca mais,
A sua voz soa como uma melodia que me acalma,
Se estou sonhando não me acorde,
Se estou ao seu lado, nunca me deixe sozinho,

Você é o amor em forma humana,
Que vida maravilhosa é acordar ao seu lado,
Que vida perfeita de ser vivida,
Meu anjo, meu amor, minha amada.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Sobre a vida e sobre o amor

Em uma das mãos um cálice de vinho, na outra o meu coração; 
A brisa sopra uma linda sinfonia, que alimenta a minha alma;
Do passado só a certeza que estou melhor agora; 

No presente olho para o horizonte e vejo um futuro, escrito ao seu lado;

Sobe esta vida, é só a certeza que é mais uma fase que devemos passar;

Sobre o amor, é só a certeza que só acontece uma vez em todas as vidas;
O que sou e o que devo ser? 

Só o plano superior tem a resposta;
 

O brilho do seu olhar é a luz que ilumina o meu caminho até você;
Porque eu sou, apenas um grão de área sobre este plano;
Uma certeza posso escrever, sobre a estrada que andei nesta vida;
Eu te amo minha esposa Fernanda Lacerda ♡.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Retrato

Na saudade, na distancia, nas lágrimas,
Se resumem em um retrato da tristeza,
Pintado por um passado preto e branco,
Mas que o tempo, faz o favor de conserva-lo.

Ao secar as lágrimas que escorrem na face,
Ao deslumbrar o nascer do sol,
Esta é uma nova chance de pintar um novo
retrato,
Cheio de aquarelas é impulsionado pelo o amor a vida

Mudar o futuro é mudar o seu presente agora.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Escapar desta existência

Estou vendo as paredes, construídas de sonhos desabarem...
Enquanto o meu corpo queima e meus gritos se silenciam,
Uma desordem de lembranças me impedem de fugir do abismo,
Me ajude a escapar desta existência

Eu sonhei com a morte do sol, eu vi a humanidade cultivar a semente da ruína
Mataram a esperança para recepcionar a dor e o sofrimento,
O mar de lágrimas que invadiu os corações dos homens, afogam o amor
Me ajude a escapar desta existência

A linha entre a vida e a morte é esculpida nos corações dos incrédulos
A mente perturbada prega peças, impedindo que se consiga abrir os olhos,
Os fantasmas assombram as almas acorrentadas, sussurrando “sem paraíso”,
Me ajude a escapar desta existência

Eu ainda estou sonhando e sinto que vou acordar,
Me ajude a escapar desta existência
Estou acordado dentro de um cruel pesadelo,
Me ajude a escapar desta existência.

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Bebendo com os meus próprios fantasmas

Lentamente pegando os estilhaços de minha vida,
A intenção é quebrar o plano de renascer,
Em volta a uma távola redonda com meus fantasmas,
Eu brindo a toda ânsia presente em mim,

As fagulhas de uma memória que se perdeu,
Quando deixei a ultima lágrima cair na minha face,
Desenterrando assim os meus demônios,
É o desespero de procurar por mim mesmo,

Enterrado dentro do seu orgulho,
Carregando a glória sobre o sofrimento,
O silêncio que reflete tudo aquilo que você disfarça,
Entre o amor e ódio eu posso ser aquele,
Que levará você através do carnaval da luxúria,

Em volta a uma távola redonda com meus fantasmas,
Eu brindo a toda ânsia presente em mim.